Vila Mulher

Blog VilaMulher
O Portal da Mulher

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Crítica destrutiva


O PROFESSOR BRASILEIRO NÃO SABE ENSINAR (Folha, 10/08/09)


A entrevista concedida a esse senhor americano, noticiada na Folha de São Paulo nesse dia me causou muita tristeza.
Até que ponto esses aparelhos da mídia vão massacrar o docente brasileiro?
A arte da didática não é fácil de aprender. Ela só vem com o tempo e com a prática.
Mas desmoralizar o professorado dessa forma foi muito cruel.
Existem motivos escusos por trás dessa reportagem.
Todos ligados à Ideologia.
E esse atraso nas aulas não sei não...
O Conselho de Educação não pode fazer comentários e nem desobedecer às instruções da Secretaria da Saúde.
Um doutor também americano reconheceu que esse adiamento das aulas não vai fazer muita diferença na transmissão da gripe suína.
Das greves a desmotivação pelas condições adversas de trabalho...
Depois é o professor brasileiro que não sabe ensinar....

2 comentários:

s.rodrigues disse...

Embora esse Martin das quantas não seja a pessoa mais autorizada para falar do ensino no Brasil,visto que não tem conhecimento suficiente do cotidiano das escolas,devo discordar quando você fala em ideologia. Em sã consciência, até mesmo os professores deveriam assumir que alguma coisa estão fazendo de muito errado.Há uma grande dose de responsabilidade dos governos de plantão, mas também há responsabilidade do professorado.Ressalvadas as exceções, faltam dedicação e comprometimento, e sobra o discurso de culpar 'n'fatores. Um aspecto mais que infeliz do discurso da culpa alheia é jogar a responsabilidade sobre os alunos e sua origem, sua falta de educação, etc.É sempre notável que quando fazem greve, as principais reinvindicações do professorado tratam sempre de salários e condições para seu trabalho, mas raramente exigem melhorias efetivas para o alunado.Essa alienação do docente em relação ao aluno é interessante; a única razão para que existam professores é a existência de crianças e jovens necessitando ser instruídos. E o fato é que isso não está acontecendo.

Patrícia_search disse...

Massacrar o professor ou a professora não vai resolver.Importante arrumar melhores condições de trabalho, e eu não estou falando do velho clichê do salário.